Ruben Marks celebra 50 anos de carreira com estreia no Mosteiro de São Bento da Vitória

Publicidade

Ruben-Marks_-espetáculo-Trilhos-e-Almas

No dia 23 de outubro, às 21h30, o Mosteiro de São Bento da Vitória, no Porto, estreia a nova criação de Ruben Marks, que assinala precisamente nessa data 50 anos de carreira artística. Fatias anacolúticas com manteiga ou Lírios urbanos às rodelas com mostarda é o nome sugestivo do espetáculo que integra dança, teatro, música, canto e vídeo e conta ainda no espaço cénico com o contributo do escultor José Rodrigues. Este novo trabalho do coreógrafo, encenador e diretor de atores pretende abordar uma nova forma de olhar o mundo e a vida, apelando ao poder da imaginação num jogo entre dois estados contraditórios: sonho e realidade.
O espetáculo é apresentado como um exercício sobre o Tempo – da impossibilidade, da infância, da morte, do ódio, da resignação – que se reflete noutros sentimentos que são abordados, como a espera, a desilusão de não conseguirmos salvar o mundo e a ironia da morte, que “é para sempre e que é uma chatice”. Fatias anacolúticas com manteiga ou Lírios urbanos às rodelas com mostarda – produção que conta com o apoio do Teatro Nacional São João e da Fundação Escultor António Rodrigues – está em cena, no Mosteiro de São Bento da Vitória, dias 23 e 24 de outubro, às 21h30. Os bilhetes podem ser adquiridos por 12 euros.