Imortalidade da canção no piano do Maestro António Victorino d’Almeida

Publicidade

ava

 

Uma viagem até à primeira metade do século XX, com partida agendada para 13 de março, no Cine-Teatro de Estarreja, e paragem obrigatória nos temas de Jacques Brel, Léo Ferré, Charles Aznavour, sem esquecer Édith Piaf, nomes responsáveis pela imortalidade da “chanson” e ascensão deste património musical. “Quando tenho o enorme prazer de acompanhar a Nádia Sousa em canções francesas dessa época (que ficarão a pertencer a todas as épocas, aliás), é para mim evidente que não estamos a fazer música ligeira. Estamos a fazer da melhor Música.” Palavras do maestro, pianista e compositor acerca do concerto de sexta-feira.
SEX 13 MAR 21H30
António Victorino d’Almeida e Nádia Sousa
“Pequena História da Canção Francesa”

Maestro António Victorino d’Almeida 
piano
Nadia Sousa 
voz
[MÚSICA] 10€ / 8€ (Cartão Amigo, Cartão Sénior e Jovem Municipal)