Cristina Nóbrega grava dueto inédito com Omara Portuondo

0
566

 

Natural de Lisboa, Cristina Nóbrega canta desde sempre, num percurso solitário que passa por vários géneros musicais. Mas só no início de 2008 o Fado, descoberta e paixão da juventude, ressurge, por ser neste género musical que encontra a forma mais profunda de expressão e a magia de cantar em português.

 

Com dois álbuns editados e galardoada pela Fundação Amália Rodrigues com o “Prémio Artista Revelação 2009”, a fadista prepara-se para lançar a 31 de Março o seu terceiro disco, “Um Fado para Fred Astaire”. Com poemas de Tiago Torres da Silva e produção e direcção artística de Pedro Jóia, este álbum inclui, entre outras surpresas, um dueto inédito com a cantora cubana Omara Portuondo.

 

“Las cenizas de mis canciones”, a homenagem a uma grande cantora

 

Quando o projecto musical Buena Vista Social Club surgiu em 1996 com um enorme sucesso mundial, uma voz sobressaía entre todas, a de Omara Portuondo, a voz feminina do projecto. De imediato, Cristina Nóbrega, longe de imaginar que um dia cantar também seria o seu destino, se encantou com essa voz imensa e expressiva. Ouvi-la era uma emoção e uma alegria.