ALCEU VALENÇA

Publicidade

 

LCEU VALENÇA cresceu em convívio direto com os elementos vivos que ajudaram a consolidar a cultura brasileira contemporânea. O canto dos aboiadores, emboladores, violeiros e cantadores de feira são algumas das influências que Alceu assimilou da cultura e música do agreste e do sertão.
Atingiu o reconhecimento do público na década de 80, altura em que se recriou enquanto artista e formatou o estilo que o consagraria como um dos maiores poetas, cantores e compositores brasileiros.
O compromisso com a identidade cultural nordestina é assumido e visível em músicas como “Coração Bobo”, “Anunciação”, “Tropicana”, “Belle de Jour”, entre muitas outras que marcaram a sua carreira ao longo dos últimos 40 anos.