Festival de Animação de Lisboa

Publicidade

crtas

A curta-metragem portuguesa FULIGEM, de David Doutel e Vasco Sá, arrecada o Prémio SPA | Vasco Granja para Melhor Curta-Metragem Portuguesa e O CONTO DA PRINCESA KAGUYA, de Isao Takahata, recebe o Grande Prémio RTP para Melhor Longa-Metragem, na Monstra 2015

FULIGEM, dos portugueses David Doutel e Vasco Sá, venceu o Prémio SPA | Vasco Granja para Melhor Curta Metragem Portuguesa na 14ª edição do Festival MONSTRA. O filme obteve a unanimidade dos júris “por possuir todos os predicados que se pedem a um filme desta natureza.” Ainda na secção de Competição Portuguesa FULIGEM arrecadou também o Prémio do Público e, na secção de Competição Internacional de Curtas, o Prémio Especial do Júri.

O CONTO DA PRINCESA KAGUYA, a mais recente obra do japonês Isao Takahata, arrecadou o Grande Prémio RTP da Monstra 2015. O júri considerou que este é “um filme tocante, uma obra de arte, criada por um dos mestres na animação mundial”. O CONTO DA PRINCESA KAGUYA conta a história de uma menina encontrada dentro de uma cana de bambu, que se transforma numa jovem requintada, criada por um cortador de bambu e sua mulher, que do campo passa à grande capital, cativando todos os que a encontram.

Ainda na Competição de Longas Metragens, o filme OVELHA CHONÉ, de Mark Burton e Richard Starzak (Reino Unido), recebeu o Prémio do Público e o prémio para o Melhor Filme para a Infância e Juventude,
e o filme Song of the Sea de Tomm Moore (Irlanda) foi galardoado com Melhor Banda Sonora e o Prémio Especial do Júri.

MAN ON THE CHAIR, de Dahee Jeong (França) foi premiado com o Grande Prémio RTP – Melhor Curta-Metragem Internacional. Para o júri desta edição do Festival, “a poesia do trabalho visual deste filme valeu-lhe o prémio”.

Na categoria de Curtíssimas, dedicada a filmes com menos de dois minutos, os vencedores foram os filmes CUPIDICULOUS, de Panop Koowat (Competição Internacional), e HOME DOG, de Emanuel Barros (Melhor Curtíssima Portuguesa – Prémio FNAC).

Na Competição de Estudantes, a curta MEND AND MAKE DO, de Bexy Bush Bush (Reino Unido), recebeu a Melhor Curta de Estudantes Internacional – Prémio Carl Zeiss Vision, e TELE-SOFIA, de Ana Fernandes, Manuel Sá e Nuno Mendanha recebeu o Prémio Carl Zeiss Vision para Melhor Curta de Estudantes Portuguesa.

O prémio Melhor Filme Monstrinha foi para o filme A SINGLE LIFE DE JOB, de Joris e Marieke (Holanda) e na Competição Cinema Mais Pequeno do Mundo, uma das novidades da edição deste ano, o Amendoim de Ouro foi atribuído ao filme SUPERVENUS, de Frederic Doazan (França).

A 14ª edição do Festival MONSTRA começou no passado dia 12 de março e termina amanhã, dia 22, podendo ser possível ver os filmes vencedores no Cinema São Jorge às 18h (curtas) e às 22h (longa) e no Cinema City Alvalade às 20h (curtas) e 22h (longa).